Nakagin Tower, edifício cápsula em Tóquio

Kisho Kurokawa, arquiteto nascido em 1934 em Nagóia e falecido em 2007 começou a se interessar por Biologia e Filosofia ainda no ensino médio, vindo daí alguns conceitos como simbiose e metabolismo que estiveram presentes em toda a sua carreira de arquiteto. Em 1959 fundou com outros arquitetos o Grupo Metabolista e passou a explorar termos, conceitos e ações que hoje tem abrangência e importância global como simbiose, metabolismo, reciclagem, sustentabilidade, ecologia, ecosistema e informação.
Nos anos 60 lançou a idéia dos edifícios cápsulas que, na prática, concretizou-se com a Nakagin Tower, em Tóquio (Ginza 8-16-10, próximo a estação Shimbashi). O conjunto é composto de duas torres de concreto interligadas, uma com 11 e outra com 13 andares e 140 cápsulas pré-fabricadas e que foram presas ‘a estrutura principal por cabos, utilizando-se de guindastes e gruas em um processo de montagem e que, a princípio, permitiria que as cápsulas fossem substituídas por manutenção ou mesmo evolução de seu interior, que já vem com cozinha e fogão, sistema de áudio e TV e um banheiro similar aos lavatórios de aviões. Apesar da previsão de substituição das cápsulas, isto não aconteceu ao longo da vida da edificação. Trocando as cápsulas a cada 25 anos poderia prever-se a utilização da edificação por 200 anos, pelo menos.
Em 2007, os proprietários e moradores das cápsulas optaram pela demolição devido aos problemas de manutenção e ‘a evolução natural da utilização imobiliária da área. Nas proximidades da cápsula, principalmente na área de Shimbashi, complexos comerciais de muito grande porte foram construídos, elevando-se consideravelmente os valores dos terrenos na região. Outro dos complicadores e, portanto, um ponto explorado pelos interessados na demolição é a utilização de amianto, atualmente banido das construções mas que pode ser substituído por outro material quando da troca por novas cápsulas.
Em entrevista gravada em 2007, Kisho Kurokawa fala de sustentabilidade, reciclagem e do movimento para preservação da obra, além da negociação envolvendo fundos de investimentos e de seu interesse em recomprar o prédio.
Estive em novembro de 2010 visitando o prédio externamente e destaca-se, sem dúvida, em relação a todo o entorno e como obra visionária em tempos de reciclagem e sustentabilidade. Seguem algumas fotos que fiz no local e outras podem ser vistas em
Galeria de Fotos.

[photopress:00670012.jpg,full,pp_image]

[photopress:00670017.jpg,full,pp_image]

[photopress:Nakagin_1.jpg,full,pp_image]

[photopress:Nakagin1557.jpg,full,pp_image]

About Helio Ciffoni

Helio Galvão Ciffoni, 1956 Mestre em Educação, Físico e Engenheiro Civil. Empresário do setor de Tecnologia da Informação, consultor de empresas, professor universitário por mais de 25 anos.
This entry was posted in Arquitetura, Blogroll. Bookmark the permalink.

One Response to Nakagin Tower, edifício cápsula em Tóquio

  1. Grande Hélio!

    Como andam as coisas?

    Minha esposa e eu estavamos relembrando de nossa viagem ao Jp e resolvemos rever nosso blog e o seu.

    Como sempre, meu amigo, seu blog está show. Parabéns. :) Ficamos realmente impressionados e um tanto curiosos em relação a este prédio modulado.

    Em tempo, desejamos a você e todos os seus, um excelente 2011, repleto de realizações, paz, saúde e sucesso.

    Um abraço.

    R.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>